livros lidos

Outros jeitos de usar a boca, Rupi Kaur

Eu tenho visto fotos e mais fotos no Instagram sobre esse livrinho. Todo mundo falando e comentando e (teoricamente) lendo.

Detalhe: eu não sou fã de poesia. Já falei disso aqui algumas vezes – nunca fui uma fã.

Então, e aí? Já começo a ler com um pé atrás. Me pergunto: quero ler mesmo? Vai rolar?

Peguei de supetão – pra não dar tempo de desistir – e fui.

O livro é dividido em quatro partes: dor, amor, ruptura, cura

A primeira é a mais difícil. Trata de abusos, rejeições, lidar com influência parental – para o bem e para o mal. Estupro. São sequelas que ficam e vêm à tona de diferentes formas, cicatrizes e machucados que talvez nunca serão fechados. Essa parte é mesmo uma porrada:

toda vez que você

diz para sua filha

que grita com ela

por amor

você a ensina a confundir

raiva com carinho

o que parece uma boa ideia

até que ela cresce

confiando em homens violentos

porque eles são tão parecidos

com você

– aos pais que têm filhas

A parte do amor é “fofinha”, mas dessa eu não fui muito fã. Achei essa parte toda muito… como dizer? “Poema de facebook”. Frases que eu mandaria para meu namoradinho adolescente-quase-adultos, no auge da paixão. Uma ou outra melhores, sim, mas… não falou comigo, sabe? Se você gostou, não se ofenda – até porque, não estou te ofendendo pessoalmente, é só minha opinião – nem brigue comigo. Eu não disse que não gostei, só que não me tocou como poemas sobre amor geralmente tocam as pessoas.

Sobre ruptura, dói. E dói mesmo, por mais que você já esteja pronto para o que está vindo, sempre dói. Em algum dos lados. E, se houve amor mesmo, dói até saber que o lado que está doendo não é o seu. Que a pessoa que era seu céu e seu tudo vai ser o céu e o tudo de outra pessoa – ou de si próprio. E nessas horas, só deixando toda dor doer, esvair, esvaziar.

A parte sobre a cura eu curti. É difícil remendar os cacos, de qualquer tipo de sofrimento – especialmente quando tratamos o relacionamento amoroso como um hollywoodiano: tem que ter paixão, e amor escaldante… uma hora a coisa pára, por diminuição da paixão, pelo tempo, por não saber como lidar. Acho que todo mundo já se viu nessa situação, e é sempre bom lembrar que dá pra se reerguer. Lamber as feridas. E, uma hora, o sol volta a brilhar forte, e você descansa.

Pode ser culpa minha: eu já não sou tão visceral quanto fui. Acho que certas poesias atingem melhor o alvo com pessoas mais propensas a recebê-las – e tudo que eu faço agora é treinar minha pacificação (post sobre isso e sobre escrita em breve). Alguns poemas me enlevaram, me fizeram ficar parada com cara de tacho, olhando pro nada enquanto processava as palavras – e alguns outros passaram como água corrente, sem deixar nada retido. É um livro bem escrito, e as imagens… aaah, as imagens. Essas me impactaram mais. Mas não entrou no meu top 5 do ano. Ou no Top 10.

Então é isso. Kaur escreve sobre dores e amores. Gostei do livro, mas não sei (particularmente) se merecia tanto escândalo, no todo.

Ficha:

Capa do livro Outros jeitos de usar a boca, de Rupi KaurTítulo: Outras formas de usar a boca (Milk & honey)

Autor: Rupi Kaur

Editora: Planeta

Páginas:  208 p.

Ano: 2017 (1.ed. 2014)

Formato da leitura: Livro digital

Sinopse: ‘outros jeitos de usar a boca’ é um livro de poemas sobre a sobrevivência. Sobre a experiência de violência, o abuso, o amor, a perda e a feminilidade. O volume é dividido em quatro partes, e cada uma delas serve a um propósito diferente. Lida com um tipo diferente de dor. Cura uma mágoa diferente. Outros jeitos de usar a boca transporta o leitor por uma jornada pelos momentos mais amargos da vida e encontra uma maneira de tirar delicadeza deles. Publicado inicialmente de forma independente por Rupi Kaur, poeta, artista plástica e performer canadense nascida na Índia – e que também assina as ilustrações presentes neste volume –, o livro se tornou o maior fenômeno do gênero nos últimos anos nos Estados Unidos, com mais de 1 milhão de exemplares vendidos.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s