livros lidos

Carne, Philip Jose Farmer

Capa do livro Carne, de P. J. Farmer

Título: Carne (Flesh)

Autor: Philip Jose Farmer

Editora: Sabiá

Páginas:  186 p.

Ano: 1971 (1.ed. 1968)

Formato da leitura: Livro digital

Sinopse: Depois de oitocentos anos explorando as estrelas, a astronave Terra, comandada por Peter Stagg, volta à Terra em 2860 a.D., para encontrar um planeta de poucos habitantes, que divide suas memórias em fatos ocorridos antes e depois da Desolação, o monstruoso genocídio resultante da má utilização da radioatividade. Os conhecimentos tecnológicos foram banidos e a América do Norte está dividida em nações religiosas, sob a égide de totens de animais, tais como veados, ursos, pumas, etc.. Por ter chegado do espaço, Peter Stagg é escolhido como Herói Solar, acumulando os títulos de Rei Chifrudo e Grande Garanhão do Ano. 

Opinião: Eis o livro mais antigo da minha lista de pendências! Está em processo de leitura desde 2014 – ou 2015? Nem lembro! Carne é um ótimo livro sobre o comportamento humano. Tolerância às diferenças, características de adaptação, crenças, religiosidade.

Se você não está familiarizado com mitologia pagã, pode achar tudo que está descrito muito estranho. Há o culto da Deusa tríplice (donzela, mãe, anciã), o deus cornudo (nada a ver com o diabo, viu, gente?), ritos de fertilidade… se você já leu As Brumas de Avalon, tá tranquilo, vai se localizar fácil.

Uma equipe de astronautas terrestres é enviada ao espaço em busca de locais para colonizar. Voltam 800 anos mais tarde, suspensos em cápsulas criogênicas, e se espantam com o estado em que encontra-se a Terra: com vulcões ativos, grande parte assolada pela seca, um pingo de seres humanos, tecnologicamente atrasados. Não só não conhecem certas tecnologias como as rejeitam, pois consideram que o atual estado do planeta é culpa do uso das tecnologias no passado (e foi mesmo, quem vai culpá-los?)

Não lemos muito sobre o pouso, mas somos logo inseridos na sociedade através dos seus olhares. Uma mescla de costumes atuais com passado celta, com futuro biotecnológico… uma loucura, na verdade! Os astronautas dividem-se em pequenos grupos, e acompanhamos suas tentativas de adaptação: Como se adaptar? Como descolar os costumes anteriores, a Terra antiga e conhecida, dessa nova Terra? Em minha opinião, se você é minoria, é você quem deve se adaptar – mas não é exatamente a deles. Imagina o choque de descobrir que seu deus não existe mais?

E pense em como isso também foi para o povo: chega uma nave com pessoas dignas de estarem em prateleiras de museus, que aterrizam próximo às comemorações do deus cornudo… um representante do deus enviado dos céus! Segue-se muito sexo, muitas orgias, muitos filhos gerados; sem muitas descrições gráficas – mas dando bastante a entender! Rsrs!

Livro curto, como muitas ficções da época, quase uma novela; um recorte de uma situação, uma alegoria. Recomendo, especialmente aos fãs de distopia e Scifi 😀

Anúncios

Um pensamento sobre “Carne, Philip Jose Farmer

  1. Pingback: 5 categorias de livros para ler ainda em 2017 | MUQUIFO LITERÁRIO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s