Gadgets & Apps

Caso de amor: Kindle & Eu

Em 2011, meu irmão veio com a seguinte frase

“Alguma encomenda que você quer que traga dos Estados Unidos?”

Meus olhinhos brilharam, obviamente! Ele estava me oferendo um muuuundo de delícias (as que eu pudesse pagar, claro). Celular? Computador? Óh céus, o que escolher??? Me lembrei então da guerra que eu estava vivendo: ler livros em .pdf no meu netbook; ele já havia levado uns bons tombos, visto que eu ficava saracoteando pela casa com ele pendurado no braço, como um livro. Em uma época que a Amazon ainda nem existia em português, eu nem titubeei:

“Quero um Kindle!”

“WTF??”

“Issaí que você ouviu. Pode ser o mais baratinho, não tem problema”

(até porque, convertendo em dólares, eu não ia ter dinheiro para pagar um mais caro – e olha que o dólar estava só R$ 2,40, na época!)

E, em 07 de janeiro de 2012, chegou às minhas mãos um dos poucos objetos que corro para salvar em caso de incêndio e em circunstâncias como “catástrofe mundial / leve para a ilha deserta”. Paguei 59 doletas nele, um investimento que se pagou já no primeiro mês de uso.

4e0b7-img_20151127_202649

Kindle: true love since 2011

Meu modelo é o “Kindle keyboard 3G + Wi-fi”. O 3G conecta à internet de grátis… mas apenas para abrir links dos livros em páginas estáticas e acessar o site da Amazon para comprar mais livros ^^. Ou seja, sem acesso ao Google e à sites que me distraem da leitura (porque entro na internet para procurar “uma coisinha” e não volto mais para o livro ¬¬” ).

97710-img_20150928_104131

A capa é importada e foi presente do Marido *_*

Na época, eu estava voltando para a faculdade de Biblioteconomia, recém-morando junto com o F.; sem trabalho fixo, fazendo uns freelas, a grana cuuurta que dava nervoso. E foi exatamente por isso que comprei o Kindle. Eu sou amante dos livros à moda antiga; amos papel, caneta, tinta de impressão; até hoje eu só absorvo o que estudei escrevendo à mão, linha por linha. Mas livro, no Brasil, é caro. Mesmo nos sebos, mesmo os usados, livro não é artigo barato. Hoje eu posso me dar ao luxo de comprar, mas na época, até o R$ 9,90 das promoções do Submarino, era caro demais para mim! O gadget me permitia sair por aí com até 1.500 livros embaixo do braço, sem dor nas costas (quem tem mania de ler mais de um livro ao mesmo tempo sabe do que estou falando!), com trinta dias de autonomia de bateria… a dream come true 😀

Ele não é touch – nenhum Kindle era, então. E nem paperwhite, que isso também não existia. Está comigo até hoje, firme e forte, com a bateria perfeita, durando um mês em uso moderado – porque às vezes ele passa 6 horas ligado/dia, e aí não tem mesmo como durar tanto ^^.

Descobri que leio mais e mais rápido no Kindle do que em papel – não que o prazer de absorver a história supra o prazer de ter o livro físico nas mãos. Ambos tem espaço na minha vida, e por vezes, dividem até o espaço da minha bolsa (carregar dois livros + o Kindle é indicativo de algum tipo de maluquice??).

5d95f-img_20150928_105929

Kindle: salvando minha coluna desde 2012

Não largo, não vendo, não troco, apenas em caso de dano irrecuperável. Ou se alguém quiser me dar um Paperwhite, porque ler no escuro está acabando com minha acuidade visual 😉

Anúncios

5 pensamentos sobre “Caso de amor: Kindle & Eu

  1. Pingback: E meu Kindle se foooi! | muquifo literário

  2. Pingback: 3 pontos "nhé" do Kindle – Muquifo Literário

  3. Tá aí um item que quero muito, quem sabe nessa natal? haha
    Como você mencionou, livro é artigo de luxo no nosso país (depois reclamam que brasileiro não lê…). Acho uma ótima opção tanto econômica quanto física, além de sustentável.

    Curtir

  4. Ahhh, mas o kindle é mesmo um amorzinho, né? Eu cheguei a ter mais de 900 livros físicos, mas fui me desfazendo da coleção aos poucos… porque não combinavam mais comigo, ou porque não cabiam mais nas casas em que morei. Fiquei dois anos sem comprar livros que não fossem técnicos, e hoje estou refazendo a coleção aos poucos (a caixa do submarino foi a primeira desse retorno!)… tenho “critérios” para livros que quero comprar, livros que tenho o virtual e ainda livros para emprestar da biblioteca. Tô pra escrever sobre isso, mas tenho pensado em escrever tanta coisa ao mesmo tempo, preciso rever meu calendário editorial, rsrsrs 😛

    Curtir

  5. Amooo o Kindle ❤ O meu é o paperwhite pois quando eu o comprei estava 100 reais mais barato (black friday), ai coloquei na balança e valia a pena pois eu realmente leio a noite e fico com preguiça de apagar a luz hahahhah É maravilhoso, mas mesmo quando leio no kindle, se eu quero ter o livro físico na minha modesta coleção, eu compro o físico também! E eu acho lindo esse modelo que você tem.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s